quinta-feira, 5 de abril de 2012

Homenagem à nós mulheres do É Pra Elas

Hoje estava atualizando o blog, respondendo os e-mails e fazendo as coisas que faço diariamente, quando me deparei com um comentário do leitor Aquiles Marchel. Nele estava dizendo que o último post feito era em nossa homenagem, corri pra dar uma checada! E meninas, trago aqui pra vocês as palavras de Aquiles!!


"NUNCA SUBESTIME UMA MULHERZINHA (Visão de Macho) PAPO DE HOMEM. 




Poxa mas eu mal saí da fase de mostrar as cuecas na adolescência e já sinto falta de algo que talvez entre em extinção: a tão discriminada MULHERZINHA.

Eu acho o máximo as mulheres irem a luta, conquistarem seus direitos, trabalharem e bla bla bla, mas estou aqui pra falar do charme que é uma mulher lavando louça; e não eu não sou machista mas já cansei de ouvir mulher dizendo que não lava louça, não arruma casa e não cuidará de marido nenhum porque estamos no tempo da liberdade e que isso é coisa do passado etc etc etc infindáveis.

Creio eu que há muita mulher infeliz no mundo (assim como homens) por causa desse feminismo exagerado,até no sexo tem mulher que se deixou tomar conta por alguma "síndrome de queimadoras de sutien", imagine esse papo:

-VOU TE BOTAR DE QUATRO...
-AH NÃO!
-UÉ E PORQUE?
-ESSA POSIÇÃO É DE SUBMISSÃO E NEM VEM COM ESSA DE GOZAR EM MIM TAMBÉM!
-POXA...

Tá o exemplo é exagerado mas há tempos se pode observar o quão é estranho essa mudança de comportamento, inversão de valores. As mulheres andam copiando o que há de pior nos homens e parece que não estamos sabendo lidar bem com isso. Enquanto nos clipes, nos programas de TV mostram homens sensíveis, chorando por suas amadas mulheres, ao mesmo tempo elas se esbaldam em festas, mostrando que relacionamento pra elas agora é ter uma infinidade de parceiros e dane-se o resto.



Acho que não se pode privar ninguém da liberdade mas eu acho aquela mulherzinha tradicional poderosíssima. Cuida de filho, marido e gosta de papo de homem; tenho amigas que dizem se divertir ouvindo homens falarem sobre seus respectivos paus que invariavelmente é maior que o do amigo, conversas sobre futebol, não se sentem oprimidas em cuidar da casa, trabalham fora sim mas não se sentem menos mulher por mostrarem fraquezas e serem dengadas por seus parceiros como um bebê.
Eu andando na rua e vejo dois indivíduos do sexo masculino que se dizem heterossexuais falando sobre moda, desenhos japoneses e claro que não lhes falta um cabelo lambido e rostinho delicado e pior de tudo, algumas garotinhas em volta dizendo adorar o jeito dos dito cujos. Porra! Conversa inteligente é sempre bom mas está havendo um culto aos homens com jeito de mulher me as mulheres estão agindo feito homens, e eu sem entender bulhufas.


A mulherzinha sabe fazer amor, sabe trepar, sabe ter sua hora de dominadora, sua hora de submissa, sabe rebolar, sabe fazer aquela carinha de safada gostosa, sabe que tem hora que um tapa é mais gostoso que tudo. Ser dominado é ótimo mas essa atual mania de querer estar sempre no comando as vezes tornam certas mulheres extremamente tediosas, elas não sabem deixar as coisas fluírem, parece que tem horror de se entregar e ser ver dominada por sentimentos incontroláveis, coisa que é de natureza de toda mulher.


Ué , este mundo foi construído por mulherzinhas de todo tipo, lavadeiras, passadeiras, minha vó mesmo colhia café debaixo de sol quente e claro que as mulheres de hoje não precisam fazer esse tipo de sacrifício mas o que eu vejo nessas mulheres que trabalhavam sem deixar de ver nobreza no ato de se dedicar aos filhos, maridos, é força e coragem.


Esses dias vi uma garota dizendo que adora que o homem  a aparte, a xingue mostre quem manda, disse isso sob olhar de censura de mulheres supostamente moderninhas que com a cabeça fizeram sinal de negação, mas não as culpo, está faltando homem que faz mulher se sentir objeto de desejo e digo OBJETO DE DESEJO com todo respeito que o termo merece. Por que não? Oras se com se como diria Leoni: SEUS OLHARES E SEUS OLHARES, MILHARES DE TENTAÇÕES, a mulher sempre fez o homem perder o prumo, virar a cabeça e os olhos, as respeito como quem se deixa levar pelo encanto e luxúria que elas sabem exercer sobre nós.


Mas quando bato de frente com alguma que já vem me dizendo que terei que cozinhar, lavar e bla bla eu broxo, não é por querer não ter responsabilidade no lar é por ver esse discurso hipócrita inflamado como se o fato de ser uma mulherzinha fosse ser o fim do mundo. Cadê as doces na mesa e putas na cama?


As mulherzinhas mudaram o mundo e foi das donas de casa que partiram as revoluções de de comportamento e não foi por falta de filho e marido pra cuidar mas os valores estão deturpados e invertidos , uma verdadeira bagunça.


Me sentirei feliz de quando chegar o fim do dia eu chegar e ter minha mulherzinha pra transar até as pernas tremerem e jantar junto falando banalidades.


Mulherzinha acha homem bicho leve e engraçado, elas sabem que somos ignorantes, que estamos a sua mercê, que por mais força que nós dizemos que temos são elas que mandam, que sem elas não nos viramos e olha que faço coisas de casa desde sempre mas nunca farei nada como minha mãe ou tias já fizeram ou como as mulheres que já passaram na minha vida me mostraram. As mulheres que acham as "fêmeas" tradicionais um nojo, essas sim não sabem se virar sozinhas, dependem de uma empregada, dependem de brinquedinhos para ter seu prazerzinho solitário pois não tem homem que aguente. E não prego aqui que sejamos retrógrados, que a evolução continue mas que os sexos em sua essência sejam HOMEM e MULHER, que problema há nisso? Não darei nenhuma desculpa sobre influências pré históricas para sermos assim, mas lembre-se que os machos mais fortes atraíam as fêmeas por mostrar que podia cuidar dos filhos e dela e não lembro de um Neanderthal delicadinho pegando a mulherada nos livros de história, eu observo as inseguranças e dúvidas da mulher moderna e isso é comum a todos nós, não precisa fingir que tem tudo sob controle, chega mais perto, faz biquinho, olha pro seu homem, nós estamos sucumbindo á tantas mulheres independentes e poderosas tomando conta do  mundo mas ainda sabemos tomar conta de nossa mulherzinha, a carência de vocês tem jeito,nossa carência tem jeito, dentro de casa o mundo não precisa ser tão moderno assim.


Isso não é pregação ao machismo, todo "ismo" é ruim, só sobre o direito de se ter nossas damas e putas na mesma mulher, nossas independentes trabalhadoras fora e donas de casa no lar, o mundo é a prova de que por trás de todos os grandes homens existe uma grande mulherzinha que nunca, nunca deve ser subestimada.


Isso é uma ode, uma homenagem, não delicada porque é a maneira de um homem dizer  de forma direta o que os poetas e músicos tanto declaram, agora deixa a louça aí que amanhã eu lavo e vem pra cá fazer amor e outras coisas mais.

Aqui também é lugar de mulherzices AFINAL EU ACHO MULHERZINHA UM MULHERÃO

'Nunca confie em um homem que diz que em casa manda ele. Provavelmente ele também mente sobre outras coisas.'

PENSAMENTO CONSEQUENTE: Existem duas coisas fundamentais que a mulher faz com o homem: Falta e Raiva"


Quem quiser conferir um pouco mais dos textos desse leitor assíduo e que sempre está participando aqui do blog, dá uma passadinha lá no Pensando Mal

Beijões!!!

3 comentários:

  1. Emmanuelle Aldine6 de abril de 2012 05:31

    Continuo nao querendo cozinhar,limpar nada e ter filho nenhum

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre fui uma mulherzinha bem no molde citado no texto. Adorava cozinhar, lavar roupa, arrumar a casa, enfim! Mas fui perdendo o gosto por tudo isto, quando comecei a ouvir só reclamações o tempo inteiro. Na época não notei que o problema não era comigo, mas minha auto-estima virou fumaça! Não tive mais nenhum relacionamento depois, já faz 12 anos, mas se eu tiver outro, eu dificilmente não serei a mulherzinha que escolhe tomates para o molho, que cuida da casa e do seu homem.

    ResponderExcluir
  3. O termo "mulherzinha" não caiu bem, mas o texto em si é excelente!

    ResponderExcluir